Ações

Com três mandatos de deputado estadual e quatro de secretário de Agricultura do Estado, Christino Áureo, hoje secretário da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico, obteve votos em todos os 92 municípios do Estado, uma prova clara do reconhecimento da população à sua luta pelo desenvolvimento do interior.

Na sua nova pasta, luta por mais recursos para o Estado do Rio, pela transparência na gestão pública, pelo ajuste fiscal e pela atração de novas empresas.

Entre suas principais ações, podemos destacar as leis de incentivos ficais para o setor leiteiro, que atraíram diversas novas indústrias, e para toda a cadeia produtiva da carne. A preocupação com a melhoria da qualidade de vida no campo e com a conservação dos recursos naturais fez o deputado criar o Programa Rio Rural, uma ação que alia aumento de produção para o agricultor familiar à preservação do meio ambiente e conta com recursos do Banco Mundial. Esse programa já é reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) como um exemplo para a promoção da segurança alimentar e para a sustentabilidade.

Outra grande conquista foi à implantação do Programa Estradas da Produção, que promove a manutenção e a recuperação das estradas vicinais. Pela primeira vez na história da agricultura fluminense, o produtor teve à sua disposição 21 patrulhas mecanizadas, distribuídas por todas as regiões, que garante o escoamento da produção e o acesso da população do interior a serviços de Saúde e Educação, entre outros.

A valorização da carreira dos servidores, desenvolvimento da floricultura, fruticultura, agroindústria, assim como a luta pela duplicação da BR-101 Norte também fazem parte de sua pauta.

Como deputado é autor de leis como a que estabelece prazos para que a agroindústria de cana no estado reduza a prática da queimada e a Lei 5.814/10, que rege a transferência de créditos de ICMS para investimento no setor lácteo. A frente da secretaria de Agricultura implantou programas setoriais como: Frutificar, Cultivar Orgânico, Prosperar, Florescer e outros. O Rio Carne e Rio Leite, especificamente, foram responsáveis pela atração de indústrias do segmento para o Estado do Rio nos últimos 10 anos. Entre elas a Lactalis, Grupo Frisa, BRF, Vigor Alimentos, Nestle, totalizando 51 novos empreendimentos em todo estado. O fomento a Floricultura permitiu que hoje 52 municípios do estado do Rio tenham aderido a atividade, gerando 18 mil empregos diretos. Criou ainda programas estruturantes como o Sanidade Rio; Rio Genética, Rio Rural, Crédito Fundiário e Eletrificação Total. Um estudo da ONU destacou o programa Rio Rural como referência no estimulo a agricultura familiar com a conservação dos recursos naturais.