News

Aeroporto de Macaé estará na licitação do bloco sudeste, garantiu Temer

Em reunião com o presidente Temer, governador, deputado Christino Áureo e empresários defenderam a manutenção do aeroporto na licitação do bloco Sudeste

O governador Luiz Fernando Pezão e o deputado Christino Áureo participaram de reunião nesta terça-feira (3/7) com o presidente Michel Temer, em Brasília, para tratar da licitação do bloco Sudeste de aeroportos, que inclui as unidades de Macaé, no Rio de Janeiro, e de Vitória, no Espírito Santo. Durante o encontro, o governador defendeu a manutenção do aeroporto de Macaé no mesmo leilão, a ser realizado pela Agencia Nacional de Aviação Civil (Anac) do aeroporto capixaba. Na ocasião o presidente Michel Temer garantiu que o edital será mantido com os dois aeroportos juntos. Como solicitado pelo governador e pelo deputado Christino Aureo. Lideranças empresariais do setor de petróleo de Macaé também estavam presentes.

Christino Áureo ressaltou a importância do segmento estar unido e manter laços com a representatividade.

– Como parlamentar não podia deixar de lutar por essa causa tão importante para a economia do nosso estado, especialmente de Macaé e do Norte Fluminense. Conquistamos mais uma vitória – avaliou Christino Áureo.

Recentemente, o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, enviou ofício ao ministro dos Transportes, Valter Casimiro, pedindo a exclusão da unidade de Macaé do leilão do aeroporto de Vitória, alegando prejuízo ao interesse público do Espírito Santo. Para os parrticipantes do encontro a reivindicação do governo capixaba era injusta, uma vez que o aeroporto de Vitória recebeu investimentos federais em obras de infraestrutura no valor de R$ 550 milhões, inauguradas em março deste ano.

Por falta de infraestrutura, o aeroporto fluminense perdeu voos de transporte de passageiros feitos por aeronaves de médio e grande portes. A companhia aérea Azul, por exemplo, deixou de voar para a unidade de Macaé, cuja pista está em péssimo estado de conservação.

– Não era justo que apenas o aeroporto de Vitória, que já passou por uma ampla reforma recentemente, receba mais investimentos neste momento. Excluir Macaé seria extremamente nocivo para a economia fluminense, principalmente neste momento de retomada da indústria do petróleo – destacou Pezão.

A Anac já iniciou o processo de concessão do bloco Sudeste. A proposta inclui o aeroporto de Macaé e o de Vitória em um bloco único, com valor de outorga de R$ 644 milhões e garantia de 30 anos de exploração para a empresa vencedora do leilão.

O encontro contou com a presença de Guilherme Braga de Abreu do Convention & Business Bureau, Vitor Paulo Peixoto da Silva da RedePetro-BC, Evandro Capistrano Cunha da Comissão Municipal da Firjan,

Marcio Santiago de Oliveira do Convention & Business Bureau Brasil,

Aristoteles Cliton da Silva Santos da Associação Comercial e Industrial de Macaé, Antonio Severino dos Santos ACIM, Leandro Souza Luzone Lima secretário executivo da IADC BRAZIL , Hélio Batista dos Santos Filho, Leandro Gama Alvitos.