10dez
Em: 10/12/2019

Existem outras formas de estimular o sistema financeiro com instituições privadas e bancos públicos fortalecidos, reforça Christino

O deputado Christino Áureo (PP-RJ) participou, nesta terça-feira (10), de audiência pública, na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara com o presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes e toda a Diretoria.

A audiência teve como objetivo esclarecer as declarações de Novaes à imprensa, após defender a privatização do BB, da Caixa Econômica Federal, da Petrobras, entre outras empresas estatais.

– O presidente do Banco do Brasil deixou claro que não há hipótese de se fazer a privatização do banco porque dependeria de autorização legislativa e evidentemente a Câmara dos Deputados não daria essa autorização. Esse foi o mesmo entendimento da Comissão de Trabalho, tendo em vista os excelentes resultados apresentados pela instituição e à disposição de todos os brasileiros. Temos que ter em mente que é possível desenvolver outra forma para o sistema financeiro brasileiro, onde você tenha instituições privadas, mas bancos públicos fortalecidos, cumprindo o seu papel no crédito rural e no apoio a diferentes setores da vida do país- afirmou o deputado.

Cassi

Durante o debate, Christino – que é servidor aposentado do BB- foi o único parlamentar a manifestar preocupação com a Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (Cassi), que vive uma situação financeira difícil.

– Também sou oriundo do quadro do Banco do Brasil. Uma casa na qual permaneci por 40 anos, 3 meses e 7 dias, que foi fundamental para a construção da minha vida e das minhas convicções a respeito do País. E não tenho dúvidas de que cada vez mais os funcionários do banco ganham legitimidade quando se colocam em defesa do País e do povo brasileiro, portanto, merecem um plano de assistência que lhes traga tranquilidade tanto na ativa quanto na aposentadoria- pontuou o deputado.

Participaram também da audiência pública, o presidente da ANABB, Reynaldo Fujimoto e a representante do DIEESE, Mariel Lopes.