09abr
Em: 09/04/2020

Defensor do projeto, o deputado Christino ressaltou que os recursos ajudarão os hospitais São João Batista, de Macaé, Plantadores de Cana, em Campos e outros

O deputado federal Christino Áureo, membro da Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, destacou a importância do Projeto de Lei que destina R$ 2 bilhões da União para santas casas e hospitais filantrópicos (sem fins lucrativos), aprovado nesta quinta-feira, na Câmara dos Deputados. O PL 1106/20 segue, agora, para sanção presidencial.

Segundo Christino, os recursos serão utilizados no combate à pandemia da Covid-19 e ajudarão diversos hospitais do estado do Rio, como o Hospital São João Batista (HSJB), de Macaé, e o Hospital dos Plantadores de Cana, de Campos dos Goytacazes.

– Quem acompanha meu mandato sabe da minha luta por recursos para os hospitais filantrópicos do nosso estado. Defendi, na Câmara, que 3% do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) fosse aplicado nestas unidades, destinei recursos para diversas unidades, e, agora, neste momento de pandemia, lutei pela aprovação deste projeto de lei, fundamental para garantir atendimento a inúmeros pacientes – avalia o deputado.

O valor do auxílio financeiro deverá ser aplicado na compra de medicamentos, suprimentos, insumos, produtos hospitalares, aquisição de equipamentos e realização de pequenas obras e adaptações físicas para o aumento da oferta de leitos nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Os recursos também poderão ser destinados para a contratação e o pagamento de profissionais de saúde necessários para atender a demanda adicional.

– As santas casas e hospitais fllantrópicos respondem por mais de 50% dos atendimentos ambulatoriais e internações hospitalares no SUS, além de 70% dos atendimentos de alta complexidade. Em Campos, por exemplo, o Hospital dos Plantadores de Cana é referência em UTI neonatal. Já o São João Batista tem expertise em atendimentos cardíacos de alta complexidade. Unidades como esta têm que ser apoiadas, ainda mais neste momento de pandemia, em que se encontram em dificuldade para conseguir coisas básicas – finalizou.