30abr
Em: 30/04/2020

Por causa da pandemia, deputado teme que desemprego aumente na região e pede que Petrobras mantenha projetos, para evitar demissões

O deputado federal Christino Áureo (PP-RJ), presidente da Frente Parlamentar para o Desenvolvimento Sustentável do Petróleo e Energias Renováveis (FREPER), voltou a mostrar toda preocupação pelo difícil momento que o Estado do Rio e o Brasil têm vivido devido à pandemia do novo coronavírus, especialmente com o aumento do desemprego. Para tentar evitar demissões na região, ele faz um pedido à Petrobras, a fim de que a empresa mantenha todos os planos que estão em execução e, assim, evite que trabalhadores percam os seus postos de trabalho em cidades como Macaé e Campos.

– Precisamos olhar para o que está em execução e, pelo menos, garantirmos que isso permaneça. Faço esse apelo, para que mantenha investimentos dentro dos respectivos projetos. Os municípios de Macaé e Campos têm poços de produção há 15, 20 anos, mas, hoje, a produtividade é baixa. Se a Petrobras não tiver visão a longo prazo, a crise vai se agravar muito com o fechamento de poços e dispensa de pessoal – alerta Christino Áureo.

Ele destaca que o período turbulento pelo qual o Brasil tem atravessado nos últimos meses tem afetado diretamente o setor, que precisa se adaptar a uma realidade diferente da que existia antes da pandemia.

– Neste momento, o mercado e óleo e gás enfrenta a mais séria crise do petróleo da nossa geração. Nosso estado, principalmente as regiões Norte e Metropolitana, é muito dependente do segmento. É preciso se preparar para viver dentro dessa realidade. O ciclo de produção de óleo e gás é finito e está sujeito a crises, como a que vivemos no momento – acrescenta o deputado.