09out
Em: 09/10/2019

O deputado federal Christino Áureo (PP-RJ) continua na luta pela pecuária leiteira, e consequentemente pela valorização do trabalho de cada produtor familiar.

Uma de suas primeiras iniciativas ao chegar, na Câmara, foi lutar pela retirada da tarifa antidumping sobre a importação de leite em pó, que reduzia taxa de importação de leite, prejudicando o produtor fluminense.

Nesta quarta-feira (9), na Comissão de Agricultura, na Câmara, Christino Áureo destacou outra iniciativa importante: o projeto de lei (PL 952/19), do deputado Jose Mario Schreiner (DEM-GO), que obriga importadores de leite em pó a introduzirem no mercado brasileiro apenas produtos com, no mínimo, 70 por cento do tempo de prateleira, ou seja, intervalo entre a data de fabricação e a data de validade.

– A pecuária de leite no País é um dos setores mais frágeis do nosso agro, e tem que lidar com tanta sofisticação em processo industrial, em controle de mercado, em legislação internacional e em práticas comerciais lesivas ao interesse do produtor. Como explicar ao pequeno produtor que quanto mais o país avançou na produtividade dos seus rebanhos e em cuidados de natureza sanitária, o preço do leite, ao longo dos anos esteve sempre fora do nosso controle e do nosso alcance? Ao propor o regramento quanto ao limite imposto ao importador brasileiro de leite em pó sobre prazo de validade mínimo do produto, o deputado José Mario Schreiner confere mais segurança alimentar ao consumidor brasileiro e privilegia a produção do derivado lácteo- afirmou o deputado.