15ago
Em: 15/08/2019

Ao participar da reunião da Comissão Especial da Reforma Tributária (PEC 45/19), na Câmara, o deputado federal Christino Áureo (PP-RJ) reiterou a importância de o País ter um sistema tributário mais simples e moderno, mas com imposto mais justo para os brasileiros.

– O momento não pode ser mais oportuno. Há um estímulo na Câmara para que a gente enfrente grandes desafios, após a aprovação da Reforma da Previdência, que já está tramitando no Senado. Sabemos que nenhum imposto é bom, mas vamos trabalhar para que o imposto seja mais justo para os cidadãos. Precisamos definir na comissão especial se a reforma vai tratar de tributos nas cadeias produtivas ou se vai englobar os tributos sobre a propriedade e a renda – afirmou Christino.

Na avaliação do deputado, a PEC da Reforma Tributária, que está sendo debatida na Câmara, deve tramitar de forma paralela com as propostas relacionadas ao Pacto Federativo, no Senado Federal, que visam descentralizar os recursos da União para estados e municípios.

Christino Áureo defende também, a unificação das propostas de Reforma Tributária da Câmara, do Senado e a do governo federal que vai ser encaminhada nos próximos dias ao Congresso Nacional. Ele reiterou ser contra a volta da CPMF, o imposto do cheque, extinto em 2007, já que o cidadão já paga um Imposto de Renda muito alto.

Foto: Washington Costa/Ministério da Economia