01ago
Em: 01/08/2019

O deputado federal Christino Áureo (PP-RJ), membro da Frente Parlamentar da Agropecuária, em entrevista a Radio Jornal AM, de Rio Bonito, que está lutando em Brasília pela retomada dos investimentos na agropecuária do Estado do Rio. Programas implantados por ele à frente da secretaria estadual de Agricultura, como o o Rio Rural, que incentivou a produção sustentável em todo estado, encontram-se paralisados pelo atual governo estadual. O deputado informa que está elaborando um projeto de lei para implantação do Programa Nacional de Microbacias.

Christino Áureo ressalta importância da sustentabilidade para o desenvolvimento da agropecuária

– Nosso estado tem uma grande vocação para o desenvolvimento da agropecuária, mas não tem território para competir com outros estados maiores, como Goias e Mato Grosso. É preciso portanto que tenhamos uma produção diversificada, mais focada na sustentabilidade e que busque maior valor agregado. À frente da secretaria de Agricultura, conquistamos recursos do Banco Mundial para o desenvolvimento do programa Rio Rural, que atendeu aproximadamente 50 mil produtores de 340 microbacias do estado do Rio. O programa foi responsável pela preservação de 8.290 mil nascentes e permitiu que 1,5 milhões de hectares de áreas rurais implantassem a produção sustentável. São pequenos produtores que tomaram a consciência de que produzir respeitando o meio ambiente é importante. Foi um verdadeiro marco para a agroecologia do nosso estado. Estamos lutando para que esse programa retorne e que seja estendido para todo país – afirmou Christino Áureo.

Áureo destaca agricultura como segmento estratégico

O deputado acrescentou ainda que a agricultura é um segmento estratégico, pois absorve uma mão de obra que normalmente não migra para o setor petróleo, um dos maiores empregadores do estado. A produção de cítricos da Região das Baixadas Litorâneas e Metropolitana são fundamentais para a economia do estado, assim como flores, folhosas e outras áreas.

– Municípios como Rio Bonito e Araruama tem grande vocação agrícola, especialmente para a produção de laranjas e outros cítricos. A produção de flores de corte e de folhosas também são destaque na Região Metropolitana e Serrana. Como filho de produtor rural e atuante há longa data no segmento,  sei muito bem o quanto é necessário implantar políticas agrícolas que incentivem a produção. A agricultura no mundo todo é subsidiada, é preciso que o Brasil continue a investir no agronegócio, mas especialmente no agricultor familiar que é responsável por produzir 70% dos alimentos que vão para a mesa do consumidor – avaliou.

O deputado disse ainda que vem destinando emendas parlamentares para o setor. Na última semana ele esteve em contato com a direção da Embrapa do Estado para diagnosticar as necessidades da empresa de pesquisa brasileira. Outros setores também serão beneficiados.