26set
Em: 26/09/2019

Durante audiência pública, na Comissão de Agricultura, na Câmara, sobre “Ciência e pesquisa agropecuária”, o ex-secretário de Agricultura do estado do Rio e integrante da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA), deputado federal Christino Áureo (PP-RJ) manifestou apoio aos funcionários da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura.

– Estou trazendo o espelho da minha emenda individual para mostrar ao presidente da Embrapa, Celso Moretti, que participa dessa audiência pública, em Brasília, e a todos os funcionários, que o meu discurso se traduz efetivamente no apoio a Embrapa pelo reconhecimento do que ela representa para todos nós. O maior ativo da Embrapa e da Agropecuária não são as suas unidades, os prédios ou os equipamentos, mas os funcionários da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, que trabalham incansavelmente em ações e campanhas, em pesquisas e desenvolvimento, transformando à agropecuária brasileira, em uma das mais eficientes e sustentáveis do planeta- afirmou Christino Áureo.

Christino fez questão de agradecer o apoio e homenagear todos os funcionários da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, criada em 1973, através dos representantes das três unidades da Embrapa, no Rio de Janeiro.

– Eu jamais poderia ter passado tanto tempo como secretário de Agricultura do meu estado, se não fosse à presença de três unidades da Embrapa, no Rio. Por meio de Lourdes Cabral, chefe geral da Embrapa Agroindústria de Alimentos; Gustavo Xavier, chefe geral da Embrapa Agrobiologia e Petula Ponciano, chefe adjunta de transferência de tecnologia Embrapa Solos, quero saudar e homenagear tanto as unidades da Embrapa, no Rio, como em todo o País- disse o deputado.

Durante a audiência, Christino destacou ainda as vocações do Rio de Janeiro, que representa 0,5 por cento do território brasileiro, e tem 17 milhões de pessoas.

– Além de ser o segundo maior produtor de flores; o Rio ocupa o terceiro lugar dentre os estados produtores de pescado brasileiro, e retomou a pecuária leiteira. Isso só foi possível com a presença da Embrapa junto ao nosso sistema de extensão da Emater e junto a Pesagro, representante das nossas entidades estaduais. Muita gente não sabe, mas dos 92 municípios do estado do Rio, 78 tem como atividade principal, a agropecuária, em especial, a agricultura familiar; 94 % de nossas propriedades têm menos de 10 hectares; 350 mil pessoas vivem direta ou indiretamente da produção agropecuária ou do processamento no nosso estado e 3,8 por cento do nosso PIB é formado pelo agronegócio.