08ago
Em: 08/08/2019

O deputado federal Christino Áureo (PP-RJ) ressaltou a aprovação da reforma da Previdência (PEC 6/2019), em segundo turno, na Câmara dos Deputados. O texto-base foi aprovado na última terça-feira (6) por 370 votos a 124, e os oitos destaques apresentados por alguns partidos políticos foram rejeitados, em plenário, nesta quarta (7). O texto da reforma já está no Senado Federal. Hoje (8), a PEC 6/2019 foi lida em plenário e encaminhada à CCJ para dar início à sua tramitação no Senado.

– Ninguém faz uma reforma porque deseja fazê-la. A gente faz uma reforma porque quer evitar que a economia entre em colapso, que amanhã as pessoas fiquem sem aposentadoria, sem sua pensão e até mesmo, o governo federal deixe de pagar salários em função de um aperto financeiro como vem passando alguns estados e inúmeros municípios brasileiros – afirmou o deputado.

Durante a votação da Reforma da Previdência, Christino lutou para garantir a aposentadoria de várias categorias, entre elas, de produtores e trabalhadores rurais, professores, idosos e pessoas com deficiência beneficiadas pelo BPC.

– A Reforma da Previdência é muito importante. Nela defendemos alguns setores mais vulneráreis e valorizamos as condições de manutenção de quem recebe o BPC, o Benefício de Prestação Continuada, além de mantermos intactos os direitos da população rural, pensando principalmente na mulher rural, e também os professores, os policiais, categorias que precisam de tratamentos diferenciados na sua aposentadoria. Gostaríamos, no entanto, que isso fosse ameno para todos, mas no futuro a nossa decisão vai refletir em algo positivo para a sociedade, e vamos cobrá-la do governo federal, na medida em que as condições do País serão melhores – acrescentou o deputado.